Empreendedorismo

Como Fazer um Plano de Negócios

Leandro Mantelli
Escrito por Leandro Mantelli
Comece a montar sua primeira peça para o sucesso

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Você tem uma grande ideia de negócio. Mas não tem idéia de como fazer um plano de negócios? Saiba que essa é uma dúvida comum de todo empreendedor que vai ter sucesso.

E, por que eu digo isso? Simples, a maioria dos empreendedores sequer sabem o que é um plano de negócios, muito menos que precisam montar um.

Se você tem essa dúvida, já saiu na frente.

como fazer um plano de negócios

E não importa se você está pensando em abrir uma empresa gigantesca ou em trabalhar em casa. Você PRECISA de um Plano de Negócios.

Todo empreendedor possui muita energia e criatividade. Qualidades fundamentais para transformar uma ideia em algo concreto para:

  • Criar uma empresa;
  • Administrá-la corretamente;
  • Fazê-la Crescer.

Desejo a você uma ótima leitura!

Como funciona o processo de empreender

Mas, antes é importante lembrar você que a criação de um bom plano de negócios é apenas uma das etapas – geralmente a que muitos ignoram – de um processo completo de empreendedorismo.

Esse processo é constituído de 4 etapas, que passaremos brevemente – pois o objetivo desse artigo é ajudar você a aprender a compor seu plano de negócio:

Identificação de oportunidades

Você deve utilizar sua criatividade, intuição e experiência para identificar oportunidades e gerar ideias.

O Canal do Empreendedor tem um artigo dedicado a ajudar você a identificar oportunidades de negócios mas, acima de tudo. Cabe a você saber se reconhecer como empreendedor e buscar algo de acordo com seu perfil.

guia negócio online

E-book Gratuito: Como Criar Seu Negócio Online do Zero! Passo a Passo

Nele você aprende em detalhes o que funciona hoje para ter seu negócio online, mesmo que você seja iniciante e não tenha conhecimento nenhum.

Elaboração do plano de negócios

Agora, é a vez de você fazer um pequeno exercício, descreva seu empreendimento e o modelo de negócio que sustenta a empresa.

Captação de recursos

Tudo pronto é hora de buscar recursos financeiros, físicos, humanos e tecnológicos para iniciar as atividades do seu negócio.

Gerenciamento

A última etapa é gerenciar a empresa. Você tem a responsabilidade de manter a empresa viva e garantir sua evolução.

Agora que já demos essa breve introdução sobre as etapas do empreendedorismo, vamos ao motivo por você estar aqui.

O Que é um Plano de Negócios

Plano de negócios é um documento de planejamento capaz de demonstrar a viabilidade de um empreendimento pelo ponto de vista da estratégia do mercado, das operações e da gestão financeira.

Tem como propósito descrever o que é, ou o que pretende ser sua empresa.

A importância de um plano de negócios bem elaborado é que, com ele, você consegue pensar o negócio de uma forma mais concreta e elaborada, sabendo onde ir e como ir mais rapidamente.

E, caso hajam alguns imprevistos ou percalços, você saberá com mais assertividade que ações tomar, diminuindo assim as incertezas e os riscos.

Muito mais que apenas um apanhado de ideias – ou uma lista de objetivos – o plano de negócios traça uma lógica que permite a você refletir sobre os diversos aspectos da sua empresa.

Benefícios de um Plano de Negócios

Com base no plano, é possível organizar sua ideias e analisar o mercado e os números antes de tomar suas decisões.

Outra vantagem é o aprendizado, pois enquanto você busca por informações mais detalhadas para produzir seu plano, adquire conhecimento sobre o mercado, e pode se conectar com pessoas importantes para ajudar sua empresa a prosperar.

Além de saber melhor quem são seus principais concorrentes, fornecedores e possíveis clientes.

Falando em aprendizado, tenho duas sugestões de leitura para você. Se você estiver buscando um curso completo sobre empreendedorismo digital, veja esse meu artigo sobre o FNO 3.0.

Agora, se estiver apenas em busca de enriquecer sua biblioteca com importantes materiais sobre marketing e empreendedorismo, minha dica de livros pode ser muito útil – são 49 indicações de leitura.

Como Funciona um Plano de Negócios na Prática

plano de negócios
a criação de um plano de negócios exige comprometimento e dedicação

Com ele é possível avaliar a viabilidade da empresa, ou de uma ideia e, caso seja inviável, por qualquer um dos motivos a seguir:

  • financeiro;
  • técnico;
  • humano;
  • ou de mercado.

Chega-se a essa conclusão no papel, economizando muito tempo, energia e dinheiro – o que em alguns casos pode significar a morte da empresa.

Imagine se você pretende lançar um produto no mercado, e fica meses desenvolvendo um protótipo, fazendo melhorias, testes e, quando finalmente chega o momento de lançar sua ideia, você simplesmente descobre que ninguém se interessa por ela?

Com um bom plano de negócios você consegue simplesmente eliminar esse risco.

Mas, detalhe muito importante, você não pode estar “apaixonado” pela sua ideia, caso contrário vai ser parcial e acabar ignorando tudo o que falar contra ela.

O plano de negócios não elimina os riscos, apenas evita que eles sejam cometidos pela falta de análise.

Para Quê Serve um Plano de Negócios

Agora, vou listar quando é importante você fazer seu plano:

Organizar suas ideias

Como eu disse lá no início desse artigo, quando começamos estamos empolgados e cheios de ideias.

E essa empolgação, na grande maioria das vezes acaba nos cegando para os obstáculos que vamos enfrentar ou, como eu já alertei, podemos acabar achando que todos terão a mesma paixão que nós.

O que, sabemos na prática, não ocorre dessa forma.

Orientar a expansão de empresas já em atividade

Outro problema muito comum que ocorre na maioria das empresas é o efeito platô de crescimento.

Esse efeito ocorre principalmente quando nossa ideia inicial é sazonal, ou resolve um problema latente e de demanda reprimida.

Porém, chega um momento em que nossos clientes potenciais já estão no fim, e precisamos criar novas demandas, ou identificar novos problemas a serem resolvidos por nossas soluções.

Nessas casos, um plano de negócios bem elaborado vai permitir que você, ou que for responsável por essa função, possa identificar essas oportunidades com critérios viáveis que possam ser implementados.

Apoiar a gestão do negócio

Você que é gestor sabe quantas decisões precisa tomar por dia. E sabe o peso da responsabilidade que é arcar com as consequências de cada decisão tomada.

Porém, dependendo do seu mercado, as mudanças acabam sendo muito dinâmicas, e constantemente você precisará analisar as oportunidades que o mercado apresentar e decidir por mudanças de rumo.

Quando não temos um plano de negócios claro acabamos por não ter um “norte” e é frequente nos perdermos nas decisões a serem tomadas deixando-nos seduzir pela “barbada” ou “oportunidade imperdível do momento”.

Decisões baseadas no momento de empolgação, mas que se mostram, futuramente, erradas e que nos custaram dinheiro, recursos ou tempo e não trouxeram resultado algum.

Acredito que o pior disso é mostrarmos para o mercado – e para nossa equipe – que não temos rumo, causando insegurança e medo em todos.

Facilitar a comunicação da Empresa

Tanto a comunicação interna, com seus sócios e sua equipe, quanto a comunicação externa – com o mercado, fornecedores e clientes fica mais clara quando temos um norte.

Steve Jobs, fundador a Apple já dizia que:

Fazer escolhas não se trata de dizer sim para uma ideia, mas de dizer não para todas as outras.

Steve Jobs

Como eu adiantei no item anterior. Um planejamento bem executado torna mais fácil identificar as oportunidades que você NÃO vai aproveitar.

Um bom exemplo disso foi quando a maioria dos notebooks começaram a ter telas sensíveis ao toque. Todos esperavam que a Apple entrasse nesse mercado.

E foi até um pouco decepcionante na época quando a Apple anunciou que seus computadores não teriam telas “touch”. Parecia um atraso.

Tempos depois viu-se que essa telas eram pouco práticas e, na realidade, bem desconfortáveis de se usar.

Se a Apple não tivesse um plano de negócios muito claro, poderia ter se deixado levar pelo momento do mercado e investido em algo que consumiria tempo e recursos, mas que não teve futuro.

O planejamento da Apple a fez identificar que essa tendência não vingaria e pôde se concentrar em criar algo inovador que realmente faria diferença no mercado: seu smart watch.

Então, garanta para seus empregados, investidores, clientes, fornecedores e parceiros que sua empresa tem um rumo bem definido.

Captar recursos e parcerias

Você daria seu dinheiro para uma pessoa que não lhe inspirasse confiança?

Aposto que não, então como deseja conseguir captar recursos financeiros para sua ideia se ela não parecer sólida como uma rocha?

Se você está na fase de captação de recursos para fazer sua empresa decolar, aprenda como criar seu plano de negócio antes de tentar sair por aí anunciando sua ideia.

Mesmo que seu plano inicial seja contestado e alterado posteriormente, é muito mais fácil alterar algo que já existe, do que criar um plano do “zero” com a empresa andando.

Como Fazer um Plano de Negócio?

Um plano de negócio pode ser escrito para vários públicos. Na verdade, ele deve ser escrito para atender e ser compreendido por vários públicos.

Dessa forma, todos podem se beneficiar, pois quem o ler poderá compreender:

  • qual o mercado que a empresa atua;
  • quais os acordos internos;
  • quais estratégias foram alinhadas;
  • quais atitudes são esperadas dos parceiros;
  • qual o perfil de parceiros é buscado;
  • facilitar a obtenção de empréstimos e serviços financeiros;
  • quais recursos serão necessários;
  • até onde a empresa está disposta a chegar por uma venda;
  • quais os valores da empresa;
  • qual o papel esperado de cada membro da equipe.

Isso agiliza demais as tomadas de decisão pelos membros da equipe. Pois cada um sabendo seu papel, pode se comprometer com suas escolhas.

Esse é um dos pilares para se ter uma equipe empreendedora e que esteja alinhada e e comprometida com o crescimento da empresa.

Como Fazer um Plano de Negócios – Passo a Passo

Um bom planejamento apresenta 3 funções simples de serem seguidas – mas que demandam muita atenção e dedicação. Vamos a elas?

Instrumento de planejamento

Avalia o novo empreendimento do ponto de vista:

  • mercadológico,
  • técnico,
  • financeiro,
  • jurídico e
  • organizacional.

Assim, é possível ter uma noção prévia do funcionamento da empresa.

Portanto, faça planos e defina metas com prazos para cada uma dessas áreas. Defina quem será o responsável por cada uma – mesmo que você seja a única pessoa na empresa.

Só assim você poderá medir com precisão se está evoluindo ou “patinando” em algum aspecto e poderá trabalhar nele sem levar para o lado pessoal.

Instrumento de diagnóstico

Avalia a evolução da empresa para cada aspecto definido no plano. Assim é possível realizar um acompanhamento comparativo entre o que foi previsto e o que vem sendo realizado.

Tomando medidas para corrigir desvios. Ou escalando ainda mais o que está no rumo correto.

Ferramenta de financiamento

Facilitar a obtenção de capital de terceiros – quando isso for necessário. Ocorre em casos onde o capital próprio não é suficiente para cobrir os investimentos.

Conclusão

Como eu disse, com um plano você demonstra muito mais credibilidade para o mercado. Aumenta suas chances de ser bem visto e atrair olhares realmente interessados em compartilhar seu crescimento.

Enfim, espero realmente ter ajudado a esclarecer como criar seu plano de negócios.

Para me ajudar a criar esse artigo eu pesquisei muito para trazer o que realmente funciona. Uma das minhas fontes mais utilizadas foi o SEBRAE MG.

Qualquer dúvida pode usar e abusar dos comentários abaixo.

E, por favor, compartilhe esse artigo em sua rede social favorita utilizando um dos botões abaixo (se você estiver em um smartphone), ou ao lado (se estiver em um desktop).

Fique com Deus e bons negócios.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.