Empreendedorismo

Como Identificar e Lidar com um “INIMIGO” Dentro de Sua Própria Empresa

Leandro Mantelli
Escrito por Leandro Mantelli
Comece a montar sua primeira peça para o sucesso

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

No início da década de 90, Julia Roberts estrelou um filme de suspense chamado Dormindo com o Inimigo.

Baseado no romance da escritora Nancy Price, conta a história de uma mulher que escapa de seu marido obsessivo e abusivo.

Neste contexto, analisando a história de muitas empresas que acompanho, entendo que há infelizes coincidências.

Os Tipos de Inimigos mais Comuns dentro das Empresas

Aproveite e aprenda a lidar com sua equipe em épocas de home office nesse outro artigo que escrevi e, caso você queira elevar seu negócio para outro patamar, esse artigo é o que você precisa ler agora!

Diante disso, me proponho a denunciar alguns inimigos que estão dentro das corporações o tempo todo e que passam despercebidos por seus gestores.

como lidar com um inimigo no trabalho

Inimigo 1 – Sócio em desigualdade de propósito

Sociedade é como um casamento! Em alguns casos, a relação entre sócios de uma empresa é até mais intensa do que a relação conjugal, uma vez que, se gasta muito mais tempo trabalhando junto ao sócio do que em casa junto ao cônjuge e raramente alguém se lembra disso no momento da constituição da sociedade.

Enquanto as ideias e os propósitos são parecidos, tudo vai bem, mas quando os interesses e finalidades começam a divergir essa relação pode se tornar infernal.

Da mesma forma que quando um casamento não vai bem as maiores vítimas são os filhos, no caso de desentendimentos entre sócios, o maior prejudicado é a empresa, refletindo em seus resultados e fluxo de caixa.

Em situações assim a melhor solução é tentar compor e se for impossível, o remédio é a dissolução da sociedade, onde um sócio pode comprar a parte do outro, ainda que haja alguma perda.

O pior caminho é continuar a guerra fria, fazendo com que a empresa continue sofrendo as consequências da falta de acordo entre os sócios.

guia negócio online

E-book Gratuito: Como Criar Seu Negócio Online do Zero! Passo a Passo

Nele você aprende em detalhes o que funciona hoje para ter seu negócio online, mesmo que você seja iniciante e não tenha conhecimento nenhum.

Inimigo 2 – Funcionário desmotivado

Um funcionário desmotivado pode ser como um câncer silencioso que se espalha pelo organismo.

Costumo dizer que a principal função de um líder é liberar o liderado a ser feliz com o que faz, seja dentro ou fora da empresa.

Se um funcionário não está feliz, certamente ele está trabalhando com meia carga, falando mal da empresa, contaminando os outros, atendendo mal aos clientes, enfim, causando uma desordem.

A melhor coisa a se fazer é liberar esse funcionário para ser feliz em outro lugar e deixar de trazer prejuízos à empresa.

Inimigo 3 – Concorrente desleal

Quem não tem um concorrente desleal? Esse inimigo todo mundo sabe quem é, portanto, ele não passa despercebido. A questão fundamental aqui não é percebê-lo, mas como combatê-lo.

Muitos empresários querem pagar na mesma moeda e esta estratégia de defesa muitas vezes é fatal, principalmente se a opção for brigar abaixando o preço.

Situações como essa requerem tática e inteligência pra combater o inimigo sem sair fatalmente ferido. Vença o concorrente desleal, atendendo melhor ao cliente, criando diferenciais no atendimento, na qualidade e nos produtos. Se não quiser morrer, nunca brigue abaixando o preço.

Inimigo 4 – Cliente assassino

Ao contrário do concorrente desleal, esse inimigo quase sempre passa despercebido, afinal, muito já se disse que o cliente sempre tem razão e é ai que mora o perigo.

O cliente sempre foi e será muito importante para qualquer empresa, mas existem muitos sem nenhum compromisso ético, que pouco se importam se o seu fornecedor está ou não tendo lucro na relação comercial.

Esse tipo de inimigo sempre evoca os benefícios da parceria, da amizade, dos volumes negociados e pra que ele fique contente, a relação tem que ser perde-ganha, onde ele sempre ganha e o fornecedor sempre perde.

Clientes assim precisam ser enviados com um laço vermelho para o concorrente, sem nenhum remorso, pois se permanecerem agindo da mesma forma serão muito mais lucrativos longe do que perto.

Inimigo 5 – Produto jurado de morte

Quem nasceu na década de 70 como eu, provavelmente fez um curso de datilografia e, nessa época, jamais poderia imaginar que uma empresa como a Olivetti deixaria de existir.

Só pra contextualizar os mais jovens, a Olivetti era uma grande fabricante de máquinas de escrever e eu poderia mencionar muitas outras empresas que morreram junto com os produtos que comercializavam.

O mundo muda todo o tempo e com ele os hábitos e costumes da sociedade.

A ciência e as inovações tecnológicas tem o poder sobre a vida e a morte de produtos, portanto, pra empresa não morrer junto com eles, precisa desenvolver o comportamento obstinado de inovar constantemente.

Inimigo 6 – Mediocridade institucionalizada

O termo medíocre significa estar dentro da média e acontece algo interessante com esse conceito: ouvir a afirmação de que algo é medíocre é alarmante e até ofensivo. Contudo, geralmente não causa nenhuma reação.

Estar dentro da média é ser medíocre! Significa que não oferecemos nada além daquilo que se é esperado, ou nada superior à nota mínima de corte, ou ainda nada melhor do que o que todos fazem.

Esse inimigo é terrível, pois ele se instala na empresa e na vida das pessoas e as tornam irrelevantes, sem que elas percebam.

A arma mais poderosa contra esse inimigo é a visão que gera a inquietação, tão comum na cultura japonesa que, inclusive, tem uma palavra em seu idioma que significa melhoria contínua: Kaizen.

Quem desenvolve esse comportamento sempre quer melhorar tudo ao seu redor e liquida a mediocridade institucionalizada.

Voltando ao filme, a protagonista consegue se libertar do inimigo que ela convivia e não conhecia.

Espero que todos aqueles que identificaram algum dos inimigos denunciados aqui também consigam livrar-se dele e viver um final feliz em seus negócios.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.